terça-feira, 20 de junho de 2017

Menos palavras, mais atitudes



Menos palavras, mais atitudes. 


Cansei de palavras que são evasivas
ando preferindo atitudes que chegam
sem alardear não criam expectativas

Fazem diferença no caminho
assim os carinhos demonstram
pequenos atos que direcionam
sem a conjuntura do descaminho

Ando apostando mais em mim
no que é verdadeiro sem questionar
e num simples chegar para agregar
com intenções que denotam sem fim

No contexto da vida, o real é assim
embora, muitas vezes nos esqueçamos
que na simplicidade que encontramos
as belezas e verdades que a vida diz sim

Desejo sempre os que edificam
aqueles momentos que agregam
simplesmente não sobrecarregam
efetivamente são os que solidificam!




©Silvana Gomes
(respeitem os direitos autorais)

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Celebrando o Natal!


Celebrando o Natal
!

Celebro o Natal pelo nascimento do Salvador,
àquele que nasceu para o mundo trazer Luz!
Sim, essa Luz que ilumina nosso caminhar todos os dias...
pois todos os dias Ele renasce em nossos corações
dando-nos à certeza do seu incondicional amor!

Celebro o Natal em oração, com intenções que brotam do coração
na intenção de chegar aos que precisam de um alento dessa força assim,
muitas vezes desconhecida por eles, mas, que geram uma força sem fim.
A força da oração pelos irmãos,
irmãos de sangue e irmãos em Cristo, como Ele mesmo nos ensinou...

Celebro o natal dessa forma, independente de estar junto ou não.
Peço ao Salvador, que cubra o caminhar de todos,
Pois ser amor na vida do outro é isso!
É praticar o maior amor da HUMANIDADE.

Celebro o natal por harmonias,
por mais compreensões...
por verdadeiras manifestações!
Entre si harmoniosos todos bons sentimentos
a gerar Paz!

Tudo no Amor torna-se capaz!
Assim será o meu Natal!
Orando por todos e bendizendo pelas graças alcançadas... e,
até as que não alcancei ainda, pois tudo ao tempo D'Ele.
Que esse amor incondicional, seja capaz de a todos iluminar.


© Silvana Gomes
(respeitem os direitos autorais)

terça-feira, 8 de março de 2016

ღ♥ღMulher...ღ♥ღ





Mulher...

Nascestes com um dom de Amar....
E nesse dom consegues transformar...
Muitas vezes lágrimas em sorrisos...
Pois emanas uma força sub-igual...
Que chega a ser sobrenatural...

Mulher é delicadeza de Deus...
A projeção de Perfeição...
Meticulosa em suas ações....

És menina...
És moça...
És sonhadora...
És apaixonada...
És mãe!

És profissional em várias áreas...
És sublime em vários aspectos...
Mas é excelência na forma de Amar...
Se dedicas de corpo e alma ...

Não importa se sofrerás decepções ...
Isso depois se reorganiza...
Tens no seu coração...
A Esperança constante...

E nesse espetáculo chamado Vida...
És chamada de Mulher...


© Silvana Gomes
08/03/2016
(respeitem os direitos autorais)

sábado, 21 de novembro de 2015

Explicações?!



Explicações?!


Explicar pra que?
O que acontece no coração
não precisa de explicação...
O importante é sentir...
O restante, ah! Deixa acontecer...
E transformar todo o ser...


Viver excede qualquer entendimento.
Viver intensamente cada minuto,
pois não tenho entendimento
o que estar por vir.
Já mergulhei na vida,
e vou vivê-la...
Simples assim!

© Silvana Gomes
(respeitem os direitos autorais)


21/11/2015

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Sou poeta sim!



 Sou poeta sim!


Trago à leveza no coração
a sensação que enaltece
dos sentimentos a nobreza
que juntos vem e acontece

Desse jeito simples e sutil
por uma cadência de ser
sem ao menos ser hostil
faz  chegar e permanecer

Não nasci poeta, será!?
Incógnitas diversas assolam
meus momentos afloram
e os sentimentos evidenciam

Ser poeta é ser andarilha
que  noutros mundos transita
versos  caminham em trilha
Sentimentos que necessita


Vai poeta com sua poesia
permeando sentimentos
Ao mundo enfeitando vidas
em seus exatos momentos!
© Silvana Gomes
20/10/2015
(em caso de repasse, mantenham os créditos)

sábado, 17 de outubro de 2015

Atafona Eternamente!


Atafona Eternamente!

Um pouco de mim foi roubado
entre tantos sentimentos rasgados
restaram apenas saudades!

Saudades que submergem
que ao tempo interagem
no profundo consciente
por ser tão forte e presente

Restaram vários fragmentos
de um tempo que se foi
e nunca há de voltar
o espetáculo do mar
logo ali tão pertinho
nunca nos deixando sós!

As lembranças invadem
o colorido humano das areias
momentos assim instigam
Das noites os luares
enfatizado brilhos das estrelas
que ali estavam para serem apreciadas
Hoje, porém restam sós ruínas!

O mar?!
Ah, esse ainda existe e continuará
infinito como quem ali vivenciou
por tanto anos um amor se aninhou!

Agora, só um espetáculo continua
do mar tão lindo e duradouro
nas memórias dos que o conheceram.

Talvez, ou com certeza muitos irão
pensar que é pura alienação
mas só sabe dessa magia,
quem mesmo as vivenciou
no exato momento se alegrou
no instante perfeito se revelou
e na certeza se firmou...

Ah, porque tantas coisas assim
que poderiam não ter fim
como o infinito do céu azul
aos mares que inundam
em suas águas sem fim!

E as tardes de extremas alegrias?
Onde foi que disseram que iriam parar?
Não disseram, simplesmente não houve aviso
simplesmente chegaram e demoliram!

Como se nada ali existisse
como se ali apenas ali fosse concreto
em obra alicerçada...

Não é bem assim!
era uma obra sim
mas que carregava inúmeras estórias
inúmeros momentos
de extremos sentimentos!

E agora?
Só restaram incontáveis lembranças
que no tempo jamais apagarão
pois geraram emoção
em cada coração
que por ali uma estória passou.

© Silvana Gomes
26/09/15
23h41min

terça-feira, 16 de junho de 2015

Simples assim!


Simples assim!


O simples sempre me fascinou,
possível sempre conhecimento.
O difícil sempre me intrigou
porém, nunca tirou de mim a busca
que levasse ao entendimento.


Os momentos são de constantes buscas
não me limito...
Acredito que onde haja Amor
desconhecido torna-se o “LIMITE”.


Sempre existirão momentos de entendimentos,
Noutros, porém, meros de conhecimentos.
Outros, de pura contemplação!


O que melhor prover ao sentimento,
estará sincronizado corações...
dispostos a viverem todas as emoções e,
dúvidas dissipando do pensamento!



©Silvana Gomes
15/06/2015
(respeitem os direitos autorais)